segunda-feira, 12 de julho de 2010

PENSO, LOGO EXISTO

PENSO, LOGO EXISTO

Estou sentado no banco da praça
meu cachorro testemunha o meu cansaço
olho para frente e só vejo o passado
as marcas estão no corpo e por todo o lado

as pessoas passam depressa
não olham para mim
queria estar conversando com alguém
pois conversar é igual a cuidar de um jardim

eu cuido do jardim da praça
aqui é a minha vida e a minha casa
é esta a crença que sigo
penso, logo existo

a solidão das pessoas pode ser a culpada
pela violência que aumenta ainda mais
uma menina se interessou pelo meu cachorro
e pra mim um sorriso cheio de paz

mas o meu cachorro insistiu em ficar
e eu fiquei um pouco mais feliz
amanhã seu moço, se passar por aqui
não se esqueça de admirar o jardim

Emerson Sbardelotti
12 de julho de 2010
15:58
Foto de Anny Arantes
*direitos reservados*

NAQUELA CASA

NAQUELA CASA

Naquela casa
o tempo não passou
naquela casa
nosso amor começou

aquelas árvores são testemunhas
dos gemidos e de todas as aventuras
nas noites de lua cheia não tinhamos medo da escuridão
dormiamos à beira da fogueira, como viemos, no chão

mas não há loucura maior do que bem viver
naquele mar planejamos ser três
só restou a lembrança no retrato antigo
e o desejo de lhe abraçar só mais uma vez

naquela casa
quando entro, choro de emoção
naquela casa
deixei minha paz e o meu violão

e a vida insiste em continuar
e a cada nova estrada sinto algo
que naquela casa experimentei
por mais que eu ande, ali é o meu lugar

Emerson Sbardelotti
12 de julho de 2010
15:39
Foto: Anny Arantes - Paraty/RJ
*direitos reservados*

sexta-feira, 9 de julho de 2010

A CAPELINHA


A CAPELINHA

A capelinha ainda está no mesmo lugar
onde nos vimos pela primeira vez
onde fizemos as primeiras juras de amor
lá eu lhe entreguei o meu coração

a capelinha nos abrigou nas noites de lua cheia
nos protegeu de todos os perigos e das tentações
tanta história para contar e relembrar
mas a vida não parou e eu só pude olhar

para o presente que hoje vivo
a ferida cicatrizou e insisto em
visitar os lugares de nossa felicidade
consigo relaxar e entrar para a eternidade

a capelinha pode não estar ali quando eu voltar
daqui alguns anos se a idade deixar
e aproveito para tirar uma foto e por instantes
vejo você com braços abertos a me chamar

Emerson Sbardelotti
09 de julho de 2010
19:53
Foto de Anny Arantes - Capelinha da Fazenda Santana - Pantaleão (Amparo/SP)
*direitos reservados*

DE COSTAS

DE COSTAS

Os cabelos soltos e encaracolados
o olhar fixo para a beleza
na praia do Félix encontrou a certeza
que estar vivo é estar feliz
de costas para a tristeza
de frente para a natureza

e as ondas ainda não alcançaram os seus pés
e os pensamentos viajam na mesma direção
o olhar fixo não percebe a lágrima que escorre
deslizando por todo o corpo alcança o chão
e as ondas ainda não alcançaram os seus pés
mas o barulho que fazem...fazem uma canção

de costas a sensualidade aflora
de tarde está na hora de ir embora
sentada na pedra ela olha
e os cabelos encaracolados se soltam mais
o vento sopra na matinha anunciando
que as ondas molham seus pés...é a paz

Emerson Sbardelotti
09 de julho de 2010
19:22
modelo fotografada: Anny Arantes - Praia do Félix
*direitos reservados*

quinta-feira, 8 de julho de 2010

CASA DA VÓ JOANA

CASA DA VÓ JOANA

O tempo passou tão depressa
o tempo é amigo que chega sem avisar
o tempo é inimigo para quem não reza
naquele número 3 em Paraty, a bonança
a casa da Vó Joana

naquela antiga janela ela ainda está descansando
olhando o futuro com olhos cansados do passado
e coloca suas mãos no rosto segurando o queixo
as mudanças não mudaram o que tem de melhor
dentro do peito...depois do último beijo...dentro do peito...

nenhuma ruga irá sair do seu rosto
ela não apagará tudo o que de bom viveu
o que de aconteceu de ruim, chorou e já se perdeu
nos cabelos brancos a serenidade dos dias e da canção
não há só a saudade, mas sim, a vida em seu coração

na casa da vó Joana você será sempre bem vindo
você estará sempre perto do aconchego
naquela antiga janela os olhos do passado
enxergam o presente com esperança e amor
na casa da vó Joana, o tempo foi mas voltou

Emerson Sbardelotti
09 de julho de 2010
02:46
A partir de foto de Anny Arantes em Paraty/RJ
*direitos reservados*

quarta-feira, 7 de julho de 2010

EU VOU CANTAR

EU VOU CANTAR

eu amo a poesia

mas o que seria de mim

sem o teu amor

sem a filosofia

que existe no teu olhar


eu berro nas minhas músicas

eu berro pois não sei chorar

neste eterno blues tão azul

minha ignorância virou adubo

como cinzas em alto-mar


baby, o poeta voltou

e ele vai gritar

baby, você exagerou

ele vai deitar e rolar

e eu vou cantar


Emerson Sbardelotti


07 de julho de 2010

20 anos sem Cazuza

1 dia sem Ezequiel Neves

11:40


*direitos reservados*

quinta-feira, 1 de julho de 2010

DIA NACIONAL DA JUVENTUDE 2010 - 25 ANOS DE HISTÓRIA

DIA NACIONAL DA JUVENTUDE 2010 - 25 ANOS DE HISTÓRIA
Juventude: Muita reza, muita luta, muita festa, em marcha contra a violência.
VAMOS DIVULGAR E PARTICIPAR.